sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

"Calvin & Hobbes" alguma vez será adaptado para o cinema?


Uma coisa todos nós sabemos: qualquer obra literária que nós conhecemos, um dia pode vir a ser adaptado para o Cinema ou para a Televisão.

No que toca a tiras de banda desenhadas, nós já vimos esse caso, quer seja para o bem ou para o mal, com "Garfield" de Jim Davis e "Peanuts" de Charles Schulz.

Mas então "Calvin & Hobbes"? A tira de banda desenhada escrita pelo americano Bill Watterson entre 1985 e 1995 é considerada uma das melhores tiras de banda desenhada de todos os tempos.

E quase 23 anos após a ultima tira, até agora não vimos uma serie de televisão ou um filme baseado nas tiras. Porquê?


Primeiro tem a haver com a falta de merchandising das tiras.

Como os fás de "Calvin e Hobbes" sabem, ainda que ele obtenha recursos monetários dos seus desenhos, Bill Watterson professa um sentimento anti-capitalista e anti-merchandising e proibiu expressamente a sua editora de vender os direitos para lançar no mercado artigos baseados na BD. 

Por este motivo, Watterson passou vários anos em guerra aberta com a Universal Press, e existem mesmo algumas tiras que fazem referência a esse conflito de forma muito pouco dissimulada.

No final, Watterson não permitiu o lançamento de qualquer merchandising, excepto alguns artigos únicos de edição limitada, como postais e posteres originais que se tornaram itens de coleccionador. 

Ele próprio citou assim: "Na verdade, no começo das tiras, eu não era contra o merchandising, mas cada produto que eu pensei em criar parecia violar o espírito das tiras, contradizendo a sua mensagem, e afastando-me do trabalho que eu amava."


E isso leva ao facto de nunca ter ter sido planeado uma serie ou um filme baseado nas tiras.

Watterson expressou admiração pela animação como uma forma de arte. Numa entrevista em 1989 no The Comics Journal ele descreveu o apelo de ser capaz de fazer coisas com uma imagem em movimento que não pode ser feita por um simples desenho: a distorção, o exagero e o controle sobre a duração de um evento.

No entanto, embora as possibilidades visuais de animação apelassem a Watterson, a ideia de encontrar uma voz para Calvin deixou-o desconfortável, assim como a ideia de trabalhar com uma equipa de animadores. 

Por isso "Calvin e Hobbes" nunca foi transformado numa série animada.

Watterson declarou, mais tarde, no livro "Os 10 Anos de Calvin e Hobbes" que gostava do fato de que a sua tira era uma "operação de baixa tecnologia, de um homem só", e que ele se orgulhava muito de desenhar todas as linhas e escrever cada palavra. por conta própria.

Isso inclui também as ligações por telefone de grandes figuras de Hollywood interessadas numa adaptação para cinema das tiras, incluindo Jim Henson, George Lucas e Steven Spielberg, que nunca foram respondidas.

E, numa entrevista em 2013, Watterson afirmou que, embora ele admire o trabalho da Pixar, tinha "zero interesse" numa adaptação animada, nada de positivo para ele ao fazê-lo.


Por isso é que nunca iremos ver uma adaptação para televisão ou para cinema da tira.

Mas é melhor assim. As tiras tem uma simplicidade que possivelmente uma adaptação podia estragar a visão que qualquer fá tem sobre as aventuras do rapaz de 6 anos e do seu amigo tigre (imaginário ou não).

O que é que vocês acham sobre isto? Gostavam de ver uma adaptação de "Calvin & Hobbes" ou não? Escrevam nos comentários o que acham e até à próxima!

Trailer Oficial de "Feliz Dia Para Morrer 2"

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Terminologia de sequelas

Isto veio-me a cabeça após ver o video da Mikannn sobre a Spin-Off e quando ela falou no caso de "O Rei Leão 3 - Hakuna Matata" (2004), lembrei-me que há pessoas que eu conheço que não sabem os nomes do tipo de sequelas que existem.

Nota: É bem possível que em breve, a Mikannn pode fazer alguns vídeos no Ficcionário sobre as terminologias de sequelas que existem. Mas tudo bem.


Prequel

O que é?

Uma história que é definida cronologicamente antes de seu antecessor, especialmente a história original ou (talvez uso indevido) qualquer trabalho narrativo com pelo menos uma sequela.

Exemplos:


  • O filme "O Bom, O Mau e O Vilão" (1966) é uma prequel de "Por um Punhado de Dólares" (1964);
  • A série "A Pequena Sereia" (1992-1994) e o filme "A Pequena Sereia 3: A História de Ariel" (2008) são prequels de "A Pequena Sereia" (1989), embora "A Pequena Sereia 3" contradiz coisas que tinham sido estabelecidas na serie (Exemplo: A origem da amizade entre Ariel e Flounder);
  • A série "Os Filhotes da Selva" (1996-1998) é uma prequel de "O Livro da Selva" (1967);
  • A 2 ª trilogia de filmes do Star Wars (1999-2005) são prequels da trilogia original (1977-1983);
  • A série de filmes da Disney Fairies (2008-2015) são prequels de "As Aventuras de Peter Pan" (1953);
  • O filme "Monstros: A Universidade" (2013) é uma prequel de "Monstros e Companhia" (2001);



Midquel

O que é?

Uma história que é ambientado durante o período de tempo de uma história anterior, em vez de antes ou depois dele.

Exemplos:


  • A série "Hércules" (1998-1999) é uma midquel de "Hércules" (1997), tirando o episódio "Hercules and the Yearbook" que se passa depois do filme;
  • O filme "O Mundo Mágico de Belle" (1998) é um midquel de "A Bela e o Monstro" (1991);
  • O filme "Tarzan II" (2005) é uma midquel de "Tarzan" (1999);
  • O filme "Bambi II" (2006) é uma midquel de "Bambi" (1942);
  • O jogo para a PSP "Daxter" (2006), para além de ser uma spin-off, é uma midquel do jogo para a PS2 "Jak II: Renegade" (2003), sequela do jogo "Jak & Daxter: The Precursor Legacy" (2001), também para a PS2;
  • O filme "Papuça e Dentuça 2" (2006) é uma midquel de "Papuça e Dentuça" (1981).


Sequela

Neste vocês já sabem.

Os exemplos são vários.


Portanto, quando virem uma prequel ou midquel, já sabem o tipo de sequela que é.

Conhecem mais alguma prequel/midquel/sequela para além das que eu disse? Escrevam nos comentários.

Estreias da Semana - 13 de Dezembro de 2018

Aquaman
M/12 Anos



Arthur Curry, o relutante herdeiro do trono de Atlantis, é forçado a assumir as suas responsabilidades e liderar o seu povo para impedir os designíos do seu irmão Orm, que procura unir os sete mares contra o mundo à superfície.

Colette
M/14 Anos



Sidonie-Gabrielle Colette (Keira Knightley) apaixona-se e casa-se com o autor e editor Henry Gauthier-Villars (Domenic West), mais conhecido por "Willy", e troca o campo pelas ruas e salões artísticos da Paris do virar do século XIX. Integra o circulo cultural e social do marido e começa a trabalhar na editora, onde se torna um dos seus escritores fantasma, mas o comportamento adúltero do marido torna-se impossível de aceitar.

Quando Colette publica a série "Claudine", romance semiautobiográfico que definiria um novo tipo de arquétipo – a adolescente -, a obra torna-se um sucesso e uma sensação cultural. Willy e Colette tornam-se um casal célebre da Belle Époque, mas a recusa de Willy em reconhecer a autoria de Colette leva ao fim do casamento.

Colette inicia então uma série de relações com mulheres, entre as quais Mathilde de Morny, ou "Missy", uma aristocrata que desafia os padrões da época.

Enquanto resiste ao controlo e aos jogos psicológicos do ex-marido, esforça-se por alcançar a sua liberdade e voz artística. Quando finalmente o consegue fazer, torna-se numa das figuras mais celebradas da literatura francesa, tendo escrito dezenas de obras, incluindo Chéri (1920) e Gigi (1944), que viria a inspirar o famoso filme de Vincente Minnelli e um musical da Broadway.

Girl
M/14 Anos



Lara tem 15 anos e está empenhada em tornar-se bailarina profissional. As frustrações adolescentes e a a impaciência aumentam quando percebe que o seu corpo de rapaz não obedece facilmente à rígida disciplina e aos desafios técnicos do ballet clássico.

Homem-Aranha: No Universo Aranha
M/6 Anos



Longa-metragem de animação do "Homem-Aranha", com uma narrativa à parte das participações da personagem no Universo Cinematográfico Marvel.

Não Olhes
M/16 Anos



Uma tímida e solitária estudante de 18 anos é desprezada pelos pais e impiedosamente rejeitada pelos colegas.

Em desespero, conversa com o seu próprio reflexo. Ao espelho, encontra a sua gémea má imaginária, alguém que a apoia, encoraja e que conhece os seus desejos mais íntimos. Quando trocam de lugar, todos os sentimentos reprimidos explodem com um perigoso sentimento de liberdade.

Roma
M/14 Anos



A história acompanha Cleo (Yalitza Aparicio), uma jovem empregada doméstica que trabalha para uma família da classe média no bairro de Roma, na Cidade do México. Nesta emocionante carta de amor dedicada às mulheres que o criaram, Cuarón inspira-se na sua infância para criar um retrato intenso e comovente dos conflitos domésticos e da hierarquia social durante a agitação política dos anos 70.

Trailer de "Nunca Deixes de Olhar: A arte não tem identidade"

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

"Força Ralph: Ralph vs. Internet" nas listas da Disney

Agora que vi "Força Ralph: Ralph vs. Internet", já actualizei a Linha do Tempo dos Clássicos da Disney e a Lista dos Clássicos da Disney.

Cliquem nos nomes para verem.

(Sim, eu omiti na lista dos clássicos o que não é um clássico da Disney e os próximos clássicos da Disney, porque, como sabem, eu sou mais fá da Pixar do que da Disney).